Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente do Município de Araras
Cipa

Saema: 6ª Sipat tem palestras e serviços gratuitos de saúde
Cerimônia de abertura aconteceu na manhã desta segunda-feira (24); atividades seguem até sexta-feira (28)

                                                                                                        Saema/PMA

6ª Sipat segue com atividades até sexta-feira (28)

O Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente) deu início nesta segunda-feira (24) à 6ª Sipat (Semana Interna de Prevenção a Acidentes de Trabalho). As atividades vão até sexta-feira (28).

 

A Sipat é a principal atribuição da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e suas atividades começaram com cerimônia de abertura, palestra “Segurança no Trabalho” e quiz, ministrados pela Engemarques. Durante o dia, os serviços oferecidos gratuitamente são vacinação, aferição de pressão e glicemia.

 

Ainda nesta semana estão programadas outras atividades, como palestras de Higiene Pessoal e Coletiva; Ergonomia; Primeiros Socorros; e Acidente no Trajeto, além de avaliação de dor e orientação de alongamento e postura.

 

Durante a cerimônia, o funcionário Francisco Ferraz Munhoz recebeu premiação por ser ganhador do concurso promovido entre os funcionários da autarquia com a frase “Trabalhar é um dever; fazê-lo com segurança é uma obrigação”.

 

“A segurança é a peça fundamental no nosso dia a dia e vem em primeiro lugar. Quando se fala em segurança, não basta apenas saber, tem que aplicá-la”, disse Felipe Dezotti Beloto, presidente do Saema.

 

A solenidade de abertura da 6ª Sipat contou com a presença do vice-prefeito Carlos Alberto Jacovetti; do presidente do Saema, Felipe Dezoti Belotto; do servidor Dalmo Vicente Ponte, presidente da Cipa (Comissão Interna de Prevenção a Acidentes); do representante do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Araras, José Luiz Vitor, além de funcionários da autarquia.

 

Programação da 6ª Sipat
Segunda-feira (24)

8h30 – abertura
10h00 – Palestra: “Segurança no Trabalho e Quiz Segurança no Trabalho”, com Engemarques
Estandes: vacinação, aferição de pressão e glicemia

Terça-feira (25)
8h30 – Palestra “Higiene Pessoal e Coletiva”, na ETA (Estação de Tratamento de Água)
Quarta-feira (26)
8h30 – Palestra “Ergonomia”, com Tiro de Guerra
Estandes: aferição de pressão e glicemia/avaliação de dor e orientação de alongamento e postura
Quinta-feira (27)
8h30 – Palestra “Primeiros Socorros”, com Corpo de Bombeiros
Estande: massagem e higienização facial
Sexta-feira (28)
8h30 – Palestra e Teatro “Acidente no Trajeto”, com Bioshow
10h- Encerramento

Integrantes da Cipa – exercício 2015/2016
Presidente: Dalmo Vicente Ponte
Vice-presidente: Murilo Gustavo Costa
Secretária: Elizangela Santos

Cipeiros
Wellington T. Marçal 
Higor D. da Silva Alencar
Adilson Fernando Eugênio
Nelson Roberto Mendes 
Flaviano Romualdo Meireles
André Tiago Silvério
Raquel Terezinha Grachet
Alexander Busolin Miranda
Jesiagno Antonio Dias da Silva

Suplentes
Benedito Castelo
Rafael Festa Siqueira Guidotti
Elieser José Queiroz de Almeida

 

Ederaldo Poy/Saema 

24/08/15

 
Comunicado

Manutenção em reservatório deixará bairro da Cascata sem água

O Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente) realiza na segunda (24), terça (25) e quarta-feira (26), limpeza no reservatório de água da Veroca, no bairro da Cascata e faltará água naquela região.

 

A previsão é que a situação se normalize quinta-feira (27). Os serviços envolvem limpeza e desinfecção do reservatório.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone de urgência 0800-014-4321


Saema/PMA

 

 

 
Investimento

Homenagens marcam entrega de melhorias na captação de água do Rio Mogi

No local, foram feitas obras de modernização como a substituição de duas bombas, instalação da terceira bomba e adequações elétricas, hidráulicas e civis

                                                                                                       Secom/PMA


Cerimônia aconteceu na manhã desta quinta-feira (20), na estação de captação de água do Rio Mogi

A solenidade de entrega das obras de modernização do Sistema de Captação de Água Bruta do Rio Mogi Guaçu – “Karl Arthur Bolliger” foi marcada por homenagens prestadas a pessoas

que estiveram envolvidas com o projeto e construção da estação.

 

Foram homenageados Karl Arthur Bolliger (falecido), gerente da Nestlé durante o processo de negociação e construção do sistema de captação de água; Edmar Luz (falecido), primeiro bombista; Ari Buchiddid de Camargo, engenheiro da Nestlé; Valdemir Gesuíno Zuntini, então prefeito na época da negociação entre o município e a empresa e no início das obras; professor Milton Severino (falecido), prefeito que colocou o sistema em operação; Antonio Carlos Belotto, prefeito quando as obras foram concluídas; Dácio Carneiro, presidente do

Saema durante o período da obra; Wagner Luiz Colombini, presidente da autarquia que deu início às negociações e acompanhou as obras; jornalista Valentim Viola, presidente do

Saema quando o sistema começou a funcionar. 

 

Foram prestadas homenagens também aos atuais bombistas João Batista Silvino, Francisco Luiz Rodrigues (Chico) e José Wagner Saldanha (Binha), além de Paulo Henrique Emygdio

Pereira, mecânico responsável pelos serviços.

                                                                                                       Secom/PMA

Prefeito Brambilla entrega homenagem a Arthur Bolliger, filho do ex-gerente da Nestlé Karl Bolliger

A homenagem ao antigo gerente da Nestlé foi recebida pelo seu filho Arthur Bolliger. “Quero agradecer às pessoas que trabalharam neste projeto e que tiveram a capacidade de pegar a

água do Rio Mogi e tirar Araras desse problema de falta d’água. Que bom que temos água na cidade”, disse.

 

Já o ex-prefeito Zuntini enalteceu o trabalho que foi feito no sistema de captação de água. “As melhorias feitas aqui, a restauração, o equipamento novo, são realmente para dar valor àquelas pessoas que têm compromisso com a nossa cidade”, disse.

                                                                                                        Secom/PMA

Neto de Edmar Luz, primeiro bombista da estação, Bruno Luz é homenageado pelo vice-prefeito Carlos Alberto Jacovetti

O presidente do Saema Felipe Dezotti Belotto falou da importância da obra lá no passado e o aprendizado que a falta d’água trouxe.

“Esta obra foi de fundamental importância para a sobrevivência do município e a garantia de água a toda a população ararense. Somente com a crise, vimos a real necessidade de

aumentar a sua captação para garantir a tranquilidade da população e a segurança hídrica das nossas represas”, falou. O prefeito Nelson Dimas Brambilla parabenizou a ousadia do ex-prefeito Zuntini, que teve a visão de garantir água para o município.

                                                                                                        Secom/PMA

Ex-prefeito Valdemir Gesuíno Zuntini governava a cidade na época do início das obras

“Essa obra monumental é uma das maiores da história de Araras. Não é brincadeira colocar para funcionar todo esse sistema para levar água por 24 quilômetros há 30 anos, quando população era de cerca de 70 mil habitantes. As necessidades não eram as que temos hoje, mas a visão do então gerente geral da Nestlé e do prefeito Zuntini, atitude daquele que governa naquele momento, faz a diferença hoje em nossa cidade”, disse o prefeito.

 

O sistema de captação de água, desde a sua inauguração na década de 80, jamais havia sofrido qualquer tipo de intervenção em suas unidades. Com a chegada da crise da hídrica, Saema se viu na necessidade ousada de aumentar a captação do volume de água do Rio Mogi para poder superar a falta de água e começar a colocar em ação medidas que seriam necessárias para reverter à situação e dar tranquilidade aos ararenses. No local, foram feitas reformas de modernização como a substituição de duas bombas, instalação de uma terceira e adequações elétricas, hidráulicas e civis.

                                                                                                        Secom/PMA

Felipe Dezotti Beloto, presidente do Saema, e Antonio Carlos Belotto, então prefeito quando as obras da estão foram concluídas

O investimento realizado no sistema proporcionou que os lendários 200 litros de água captados por segundos (média de 17 milhões de litros de água por dia) passassem para 340

litros/segundos, elevando para uma média de 29 milhões de litros/dia.

 

Atualmente, cerca de 80% da água captada em Araras vem do Rio Mogi Guaçu; o restante é captado das represas – antes disso, a situação era inversa. A medida proporcionou,

inclusive, que fosse feita uma reserva maior da água dos reservatórios durante o período.

 

A solenidade contou com a presença do vice-prefeito Carlos Alberto Jacovetti, da presidente da Câmara Municipal Magda Regina Carbonero Celidório, dos vereadores Breno Zanoni

Cortela e Carlos José da Silva Nascimento (Zé Bedé), além de secretários municipais, imprensa em geral e convidados.

                                                                                                        Secom/PMA


Magda Celidorio entrega homenagem a Valentim Viola, presidente do Saema quando o sistema começou a funcionar


35 anos de história

A obra do sistema de captação de água do Rio Mogi Guaçu aconteceu graças a uma parceria entre o Município e a empresa Nestlé, no final da década de 70. Essa foi a primeira Parceria

Público Privada (PPP) da história de Araras, em uma época que ainda não se falava nesse tipo de gestão.

 

Trazer a água do Rio Mogi até a Estação de Tratamento de Água (ETA) do Saema numa distância de 24 quilômetros de distância foi necessário para atender a empresa Nestlé, que precisava de uma garantia de água suficiente para instalar a indústria de café solúvel, Nescafé, em Araras.

                                                                                                        Secom/PMA

Bombista João Batista Silvino, que trabalha atualmente no local, também foi homenageado

Na ocasião, já existia a ideia de construir uma barragem na área da Fazenda Água Boa, porém a empresa Nestlé já entendia, naquela época, que seria muito arriscado e injusto, porque as barragens eram abastecidas por mananciais não tão bons para enchê-las e a água de chuva não era suficiente devido ao grande volume que iriam precisar.

 

Ousaram, então, em projetar para trazer a água do Rio Mogi Guaçu e no dia 1º de março de 1979 o primeiro passo foi dado com a assinatura do convênio entre o Saema, Prefeitura de Araras e Nestlé – o prefeito na ocasião era Valdemir Gesuino Zuntini; o gerente da Nestlé era o Sr. Karl Arthur Bolliger; e o presidente da autarquia era o engenheiro Wagner Luiz Colombini. A assinatura do convênio aconteceu na entrada da ETA, na sede da autarquia, onde se encontra a placa.

                                                                                                        Secom/PMA

Felipe Dezotti Beloto, Antonio Carlos Beloto, Nelson Brambilla e Valdemir Zuntini

Um contrato foi estabelecido entre as partes e os custos da obra eram convertidos pelos índices econômicos da época para depois ser abatidos nos custos da água usada pela empresa, que duraram quase duas décadas.

 

A empresa que realizou a obra civil foi a Construtora Jairo Pinto, porém todo o serviço de dutos (tubos) foi realizado por funcionários do Saema – os dutos também foram comprados pela autarquia.

 

A obra demorou quase dois anos para ser concluída e, em 6 de novembro de 1982, quem inaugurou a obra foi o então vice-prefeito Antonio Carlos Beloto – pai do atual presidente do Saema Felipe Dezotti Belotto - que assumiu a titularidade do cargo em face de renúncia de Zuntini para ser candidato a deputado federal naquele ano.

 

Contudo, depois da inauguração o sistema de captação de água ficou como uma reserva técnica para suprir a necessidade da futura Nestlé, o que se deu apenas em 1986, quando era prefeito o professor Milton Severino, tendo como presidente da autarquia o jornalista Valentim Viola. Do início da construção até a colocação em operação, também passaram pela autarquia os presidentes Dácio Carneiro e novamente Wagner Luiz Colombini.

 

Ederaldo Poy/Saema

20/08/15

 
Modernização

Saema entrega sistema de captação de água do Rio Mogi Guaçu modernizado
Evento acontece nesta quinta-feira (20), a partir das 10h

                                                                                            Sergio Calori/Secom

Rio Mogi Guaçu é responsável por 80% da água captada em Araras

O Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente) de Araras realizou a modernização do Sistema de Captação de Água Bruta do Rio Mogi Guaçu - Karl Arthur Bollinger e, nesta quinta-feira (20), durante cerimônia marcada para acontecer às 10h, fará entrega das melhorias.

 

Desde sua inauguração na década de 80, o sistema de captação de água jamais havia sofrido qualquer tipo de intervenção em todas as unidades.

 

Com a crise da hídrica, o Saema se viu na necessidade ousada de aumentar a captação do volume de água do Rio Mogi para poder superar a falta de água e começar a colocar em ação medidas que seriam necessárias para reverter a situação e garantir tranquilidade aos ararenses.

 

No local, foram feitas reformas de modernização, como a substituição de duas bombas, instalação da terceira bomba e adequações elétricas, hidráulicas e civis.

 

O investimento realizado no sistema proporcionou que os lendários 200 litros de água captados por segundos (média de 17 milhões de litros de água por dia) até então passassem para 340 litros/segundos, elevando para média de 29 milhões de litros/dia.

 

Atualmente, cerca de 80% da água consumida pela população de Araras vem do Rio Mogi Guaçu; o restante é captado das represas – antes disso, a situação era inversa. Esta medida, inclusive, proporcionou que fosse feita uma reserva maior da água dos reservatórios durante o período.

 

Aumento no consumo
O Saema tem registrado, nas últimas semanas, um considerado aumento no consumo de água no município às sextas, sábados e domingos, quando não há racionamento, chegando à média de 46 milhões de litros consumidos diariamente. Já às segundas, terças, quartas e quintas-feiras, com racionamento, o número cai para 36 milhões de litros diários, uma diferença que chega a 10 milhões de litros consumidos.

 

Para tentar inibir o uso abusivo da água, a autarquia vai alterar o valor da multa de R$ 127,00 para R$ 510,00 - medida que será adotada ainda nesta semana.


Ederaldo Poy/Saema

18/08/15 

 
Crise hídrica

Consumo de água aumenta em plena estiagem
Em dias com racionamento, o volume de água tratada para atender à população é de 36 milhões de litros, porém com a liberação nos fins de semana salta para 46 milhões de litros/dia

                                                                                            Ederaldo Poy/Secom

Entre junho, julho e agosto choveu apenas 33,7 milímetros

O consumo de água no município vem aumentando consideravelmente, fato que tem deixado o comando do Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente) de Araras preocupado, pois entramos no maior período de estiagem do ano.

 

Os investimentos dentro do plano de metas estabelecidos no início do ano e concluídos dentro de seus prazos vêm dando suporte para superar esse momento delicado que Araras e região começam a enfrentar - como aconteceu no ano passado, nesse período a crise hídrica tende a aumentar – mas, somente as ações tomadas pelo Saema não resolve a situação devendo ter a colaboração de todos.

 

“As metas que cumprimos têm nos ajudado e muito a superar novamente esse momento, mas a população não pode deixar de colaborar com o uso racional da água. Temos que ter em mente o que é mais importante nos dias atuais priorizando o uso para consumo e atividades domésticas e evitando ao máximo o desperdício”, disse Felipe Dezotti Beloto, presidente da autarquia.

 

Nesses primeiros 17 dias do mês, a média diária de consumo de água chegou a 41 milhões de litros por dia, bem diferente dos 34 milhões de litros consumidos nos três primeiros meses do ano.

 

Os números aumentam quando a leitura de consumo é feita às sextas, sábados e domingo, dias em que não há racionamento, chegando à média de 46 milhões de litros consumidos diariamente. Já às segundas, terças, quartas e quintas-feiras, com racionamento, o número cai para 36 milhões de litros diários, uma diferença que chega a 10 milhões de litros consumidos.

 

O Saema enfatiza que entramos num período em que os mananciais começam a baixar devido à falta de chuva, fato já esperado pela autarquia, o que reforça o momento de cautela que a população deve ter. Nos últimos dois meses choveram apenas 33,7 mm, sendo 5,2 mm em junho e 28,2 mm em julho, no mês de agosto ainda não choveu.

 

Multa passará para R$ 510,00
O valor da multa por desperdício de água passará de R$ 127,00 para R$ 510,00 – a medida que o Saema adotará ainda nesta semana tem como objetivo inibir ainda mais o desperdício do recurso, pois as denúncias têm aumentado a cada dia no sistema de disque-denúncia da autarquia.

 

Apesar de já ter intensificado a fiscalização há alguns meses, o Saema irá reforçar ainda mais a sua equipe, ampliando o tempo de atuação durante o dia e noite.

A autarquia lembra que um aplicativo no celular foi colocado à disposição podendo ser baixado pelos que utilizam o sistema Android pelo Play Store, realizando a pesquisa com a palavra Saema.

 

Por meio dele, o cidadão pode fazer denúncias, reclamações ou solicitações de qualquer outro tipo de serviços de emergência, com a possibilidade de enviar foto.
O disque-denúncia atende pelo telefone 0800-014-4321 (24 horas).

 

Cidades em alerta
Nos últimos dias, várias cidades de diferentes regiões começaram a tomar atitudes mais severas devido à crise hídrica que começa a ganhar mais intensidade, como no caso de Aguaí que voltou a racionar água para tentar evitar a queda do nível de seu reservatório.

 

Em Vargem Grande do Sul, o racionamento que estava programado para começar em outubro foi antecipado. No último dia 10, as cidades de Tambaú e São Sebastião da Grama voltaram com o sistema de rodízio de água e o mesmo aconteceu com Américo Brasiliense, que também deu início ao seu racionamento na última semana.

 

O município de Monte Agudo, que fica na região de Ribeirão Preto, ampliou o tempo de racionamento devido à falta d´água. Já a cidade de Piracicaba entrou em alerta com a queda na vazão do Rio Piracicaba na semana passada, quando, na terça-feira (11), foi registrada a mais baixa vazão do ano, com 11,6 mil litros de água por segundo, ficando 79% menor que a média para agosto, que é de 54,8 milhões de litros de água, segundo o Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee).

 

O nível dos reservatórios do Sistema Cantareira, o mais afetado pela crise hídrica, caiu pela décima vez consecutiva no mês de agosto e operava na semana passada com 17,7% da sua capacidade, segundo a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

 

O município de Vinhedo, que mantém racionamento desde setembro do ano passado, teve que retomar a captação de água do Córrego da Invernada devido à falta de chuva, medida que não era adotada desde dezembro passado, quando as chuvas aliviaram a situação dos reservatórios e do Rio Atibaia, responsável por 55% do abastecimento da cidade.

 

Ederaldo Poy/Saema/Secom

17/08/15 

 
Arborização

580 mudas de árvores são plantadas na zona leste
Coordenada pelo CAM (Centro de Atendimento ao Munícipe) Guerino Bertolini, ação é realizada nas margens do Córrego Pingo D’Água e também no Bosque Ararinha

                                                                                                        DMA/Saema

Plantio acontece em área próximo ao Centro Esportivo Alcides Zaniboni (Capixaba)

A zona leste está ganhando mais áreas arborizadas. Ao todo, 580 mudas de árvores frutíferas e nativas estão sendo plantadas às margens do Córrego Pingo D’Água, em área localizada atrás do Complexo Esportivo Alcides Zaniboni (Campo do Capixaba), e também no Bosque José Fernandes de Matos (Ararinha).

 

A ação é coordenada pelo CAM (Centro de Atendimento ao Munícipe) Guerino Bertolini, em parceria com o Departamento de Meio Ambiente, órgão vinculado ao Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente) de Araras.

 

As mudas são de espécies como jabuticabeira, pitangueira, abacateiro, além de seringueira, jacarandá, ipê roxo, ipê amarelo, entre outras.

 

“O objetivo é ampliar as áreas verdes na região, garantindo mais qualidade de vida e reforçando a importância da preservação do meio ambiente”, disse o coordenador do CAM, José Gonçalves Filho (Paraíba).

Ele reforça que a população deve colaborar com a ação, não danificando as mudas. “Peço que as pessoas preservem as mudas e cuidem destes espaços de lazer”, acrescentou.

 

Secom/PMA

12/08/15 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

 

 

 

 

 

Notícias

Comunicado: rompimento de adutora pode causar falta d´água na região norte
Leia mais...
 
Pródébito 2: prazo para parcelamento de dívidas termina nesta sexta-feira

 

Leia mais...
 
Dia da Árvore: atividades comemorativas começaram nesta segunda-feira

 

Leia mais...
 
Saema inicia a 5ª Sipat na segunda-feira
Leia mais...
 
Saema discutirá o problema da estiagem em encontro no Centro Cultural
Leia mais...
 
Saema: palestra, saúde e higiene são atividades no início da 5ª Sipat

 

Leia mais...
 
Araras registra 55% menos chuva do que no ano passado
Leia mais...
 
Decreto autoriza multa a munícipe que gastar água
Leia mais...
 
Saema realiza campanha pela saúde do trabalhador
Leia mais...
 
Saema define devolução de taxas pagas em concurso cancelado
Leia mais...
 
Problema no sistema tem dificultado adesão do PróDébito do Saema

 

Leia mais...
 
Concurso público do Saema é cancelado
Leia mais...
 
0800 do Saema funcionará normalmente durante os jogos do Brasil

 

Leia mais...
 
Problemas ambientais transmitidos com bom humor

 

Leia mais...
 
0800 do Saema esta recebendo ligação de celular
Leia mais...
 
Servidores participam do programa “Conscientização Profissional”
Leia mais...
 
Semana do Meio Ambiente: bióloga do DMA faz palestra a alunos do Sesi
Leia mais...
 
13/05/14 - Blitze educativas utilizam humor para falar sobre economia de água

Leia mais...
 
09/05/14 - Comunicado: Saema interditará avenida para realização de obra

Leia mais...
 
07/05/14 - Reservatórios pichados por vândalos recebem pintura

Leia mais...

Pesquisa