Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente do Município de Araras
Rodízio

Racionamento é flexibilizado e passa a ser 24hx24h de segunda a quinta

Cidade permanece dividida em duas regiões para efeito da medida; segundas e quartas uma região ficará sem água 24h, terças e quintas outra região sofrerá a restrição; sextas, sábados e domingos terão abastecimento normal

                                                                                                                         Ederaldo Poy/Saema

Coletiva aconteceu na manhã desta sexta-feira (10), no Paço Municipal

O racionamento de água será retomado em Araras nesta segunda-feira, mas flexibilizado em relação ao que vinha vigorando de 12h x 36h. A partir de 13 de abril, o racionamento será revezado para uma das duas regiões da cidade delimitadas anteriormente, mas 24h por 24h, ou seja, um dia com água e outro sem água. Esse sistema valerá de segunda a quinta-feira. 

 

Na chamada região 1, às segundas e quartas não haverá água. Na região 2, a restrição ocorrerá às terças e quintas-feiras. E de sexta-feira a domingo, o abastecimento será normal para as duas regiões, isto é, para toda a cidade.

 

As informações foram divulgadas na manhã desta sexta-feira (10), em coletiva convocada pelo prefeito Nelson Dimas Brambilla e por Felipe Beloto, presidente do Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente de Araras). A reunião foi no Gabinete do prefeito.

 

Beloto afirmou aos jornalistas que assumiu o Saema no início de dezembro numa situação hídrica muito crítica e, desde então, traçou medidas esperando o pior. "Nós nos preparamos para o pior, embora torcêssemos para que o pior não ocorresse. Mas tínhamos que nos preparar para o pior cenário, que seria continuarmos sem chuva como vínhamos até então. Assim fizemos, mas felizmente o pior não ocorreu.

 

E não só pela chuva que veio em boa quantidade, mas também devido a um amplo conjunto de medidas que anunciamos em janeiro no nosso Plano de Metas e fomos cumprindo a grande maioria daquelas, que eram emergenciais", explicou.

 

O presidente do Saema afirmou que a principal ação no combate à crise hídrica foi a ampliação da captação do rio Mogi Guaçu, uma obra considerada complexa e arriscada.

 

"Esse era o cerne do nosso Plano de Metas. Era complicado, era algo que se pensava em fazer há tempos mas se tinha receio, com razão, pois não se sabia como aquele sistema antigo de bombas e rede iria se comportar. Mas nós, com a equipe do Saema, viramos noites e fins de semana, enfrentamos problemas e conseguimos. Elevamos a captação de 200 litros por segundo para 340 litros por segundo e isso nos deu uma condição muito melhor para deixarmos nossas represas se recuperarem. Mas, poderia ter dado totalmente errado e aí as boas chuvas nas represas não teriam tido o mesmo efeito porque nós teríamos sido forçados a usar os reservatórios", afirmou.

 

Segundo Beloto, na época em que foi anunciado o racionamento 12h por 36h, todas as quatro represas locais estavam com 12% de seus níveis, sendo que a Água Boa (João Ometto Sobrinho) havia entrado em colapso, secando completamente.

Atualmente, conforme o presidente do Saema, os dois sistemas - Hermínio Ometto/Água Boa e Tambory/Santa Lúcia - estão com 50% de sua capacidade, na média. "Muita gente olha para a Hermínio Ometto visualmente cheia e não entende que ela representa 25% do sistema, que é formado também pela Água Boa, ainda com nível baixo", acrescenta.

 

Consumo precisa cair

Beloto explicou que antes do primeiro racionamento ser decretado, em outubro do ano passado, o consumo de água em Araras chegava a ter picos de mais de 60 milhões de litros. "Era um consumo extremamente alto", relembra.

 

Com o racionamento 12h por 12h, esse consumo começou a cair, mas apresentou redução mais significativa com a intensificação da medida para 12 horas com água por 36 horas sem água, no início de dezembro. "Aí tivemos as médias em torno dos 33 milhões, 32 milhões de litros, ainda na grande expectativa de como e se viriam as chuvas", relembrou.

"Foi, aliás, nesse cenário e projetando a continuidade desse quadro grave que nós idealizamos e colocamos na rua a nossa campanha pelo uso racional da água", relatou, referindo-se à mobilização Use, Não

Abuse - Água, Nosso Grande Desafio.

 

Com chuvas acima da média em fevereiro e março, mais o sucesso do reforço da captação de água do rio Mogi Guaçu e um consumo que mostrou-se já bem diferente, como demonstrado entre os dias 2 e 9 deste mês, quando o abastecimento foi liberado em caráter experimental, Beloto obteve do prefeito Brambilla o sinal verde para tentar o novo sistema de racionamento 24h por 24h.

 

"Nesses dias de abastecimento normal tivemos consumo diário em média de 43 milhões de litros. Ainda está alto e longe do ideal que precisamos atingir em longo prazo - os 25 milhões de litros diários propostos pela campanha - mas é bem menos do que aqueles 63 milhões lá de outubro passado", ponderou ele.

 

"Nesse consumo de 43 milhões de litros diários, com o que temos hoje nas represas mais a capacidade elevada do Mogi e com a manutenção desse racionamento revezado temos como atravessar o ano com segurança" avaliou ele.

 

Beloto, no entanto, alerta: se esse consumo se elevar, o Saema não descarta o retorno ao sistema 12h por 36h para não arriscar os estoques de água locais. "Não teremos o menor problema em intensificar novamente o racionamento, mas esperamos que a população continue contribuindo, e olhando sempre para aquele nosso desafio de reduzir o consumo, até lá na frente conseguirmos mudar a cultura e utilizar menos de 30 milhões de litros, quem sabe os 25 milhões propostos no nosso desafio, pois é algo viável e que atenderá as necessidades de água que todos temos", declarou.

 

Nova cota mínima

O presidente do Saema afirmou também que espera ver o consumo mais disciplinado por outro fator: a entrada em vigor, no começo deste mês de abril, da nova cota mínima de água em Araras, que era de 18 mil litros a R$ 27,93 e passou a ser de 10 mil litros a R$ 19,70.

 

"Nós achamos que com a experiência vivenciada pela população, mais a campanha que continua e agora com essa nova estrutura tarifária, as pessoas enfim vão ter atenção com a conta de água e vão consumir com muito mais responsabilidade", apostou.

 

"Equipe corajosa"

O prefeito Brambilla fez questão de parabenizar Beloto e sua equipe pelo conjunto de metas traçadas e executadas ou em andamento. "Quero agradecer ao Felipe e os funcionários do Saema, pois, em pouco tempo, nós saímos daquela situação complicada para um patamar muito diferente, com gestão dos estoques de água, com mais conhecimento e muitas medidas efetivas para enfrentar a crise hídrica. Saímos mais fortes de tudo isso e vamos continuar economizando, agora com um olhar muito mais apurado sobre essa questão", comentou.

 

O Saema continua executando o Plano de Metas, com a perfuração de oito poços que deve começar ainda este mês, ao custo de R$ 1,3 milhão, a troca de 11 mil hidrômetros para reduzir perdas, a gestão de grandes contratos e a continuidade da campanha Use, Não Abuse, com o desenvolvimento de um concurso escolar e outras ações para redução do consumo de água.
 

Secom/PMA

10/04/15 

 
Dedetização

 Dedetização acontece na zona leste nesta segunda-feira

 

O Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente) de Araras informa que a dedetização na rede de esgoto para extermínio de insetos acontecerá nesta segunda-feira (13), no José Ometto 1 e Jardim José Ometto.

 

O Saema orienta os moradores para que tapem os ralos com pano úmido para evitar que o veneno aplicado entre na residência.

 

Em caso de chuva, o serviço será cancelado e reagendado. Mais informações ligue 0800-014-4321. 

 

Saema/PMA

10/04/15

 
Asfalto

Saema realiza operação tapa-buracos

Reparos foram comprometidos por conta das chuvas registradas nos primeiros meses do ano

                                                                                                                         Ederaldo Poy/Saema

Partes das regiões norte e central já receberam os serviços

O Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente) de Araras iniciou os serviços de manutenção asfáltica, que ficaram comprometidos por conta das chuvas registradas nos primeiros meses deste ano.

A maioria dos buracos foi aberta para a realização de consertos envolvendo rompimentos de tubulações de água, decorrentes das paralisações da rede ocasionadas pelo racionamento.

Os trabalhos começaram nas regiões norte e central. Nesta semana, os serviços acontecem nos bairros Jardim Santa Elisa, São Pedro e Jardim São João.

A Terrapac Terraplenagem, empresa contratada por meio de licitação, no valor de R$ 305.505,15, é a responsável pela execução de serviços de recape asfáltico e tapa-buracos, com fornecimento de mão-de-obra, materiais e equipamentos.

 

Equipe própria

Para consertar os “novos” buracos que estão sendo feitos para manutenção das tubulações, a autarquia criou uma frente de trabalho com a sua própria equipe de recapeamento. Os funcionários realizam a manutenção asfáltica logo que os serviços forem concluídos.

 

Ederaldo Poy/Saema 

08/04/15

 
Perfuração

8 poços artesianos ficará em R$ 1,3 milhão e obras podem começar ainda este mês

Valor é 43,2% menor do que o estimado e quatro empresas disputaram as obras, que terão 90 dias para ficar prontas, a partir da assinatura do contrato

 

A perfuração de oito poços artesianos em Araras vai demandar o investimento de R$ 1.331.384,10. O valor é 43,20% menor do que o inicialmente estimado pelo Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente) de Araras, que concluiu, na semana passada, o processo licitatório para contratação das obras. Inicialmente, o serviço havia sido orçado em R$ 1.906.441,89.

 

De acordo com a autarquia, quatro empresas participaram da licitação, vencida pela Hidro Oeste Perfurações de Poços Artesianos Ltda. EPP – de Andradina/SP. Além dela, também disputaram o serviço a DH Perfuração de Poços Ltda., a Constroleo Lubrificantes Ltda., e a Poços Artesianos Água Limpa Ltda - ME.

 

O próximo passo, dentro dos trâmites legais do processo, é a homologação do contrato, prevista para acontecer no dia 13 de abril. A assinatura do contrato está marcada para 20 de abril e, a partir de então, a empresa terá 90 dias para concluir os trabalhos.

 

Os poços serão perfurados em locais elencados pelo Saema como estratégicos para acionamento em caso de emergência decorrente da crise hídrica. Eles ficarão em áreas pertencentes a prédios municipais e em regiões altas de alguns bairros.

 

As perfurações serão na Rua José Sotini – Jardim das Nações 2 (região sudeste); Rua José A. de Lima – Jardim Rosana (região oeste); Rua Helisan Eden Fioramonte – Jardim Dalla Costa (região sudeste) ; Rua Fernando G. de Lara Franco – Escola Jardim Itamaraty (região leste) ; Rua João Constantino Gasparoto – Creche Jardim Tangará (região sudeste); Rua Antônio Gomes da Silva – Creche Jardim Morumbi (região leste) ; Rua Eugênio Russo – Creche Alto da Colina (região norte); e na Avenida Irineu Carrocci – UPA 24h - José Ometto 2 (região leste).

 

A expectativa do Saema é de que cada poço seja capaz de fornecer, emergencialmente quando necessário, até aproximadamente 150 mil litros de água por dia. “Mas isso é estimativa e não podemos nem pensar em depender dessas fontes para abastecimento da população. Serão complementos aos demais sistemas que já possuímos – represas e captação de água do Rio Mogi Guaçu”, explica o presidente do Saema, Felipe Beloto. “Além disso, temos que ter muito cuidado com as águas subterrâneas, pois da preservação delas também dependem nossos mananciais e os recursos hídricos no futuro”, alerta ele.

 

A perfuração de oito poços foi elencada como medida de curto prazo anunciada pelo Saema em janeiro, dentro do Plano de Metas para enfrentamento da crise hídrica que afeta centenas de cidades na região Sudeste do Brasil e também atingiu Araras.

 

 

Secom/PMA

06/04/15 

 
RACIONAMENTO

Prefeitura e Saema decidem manter abastecimento até sexta-feira

A Prefeitura de Araras e o Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente) decidiram manter a água liberada em toda a cidade até esta sexta-feira (10). Portanto, não haverá interrupção no abastecimento nos próximos dias.

 

A suspensão temporária do racionamento 12x36, que já vigorou entre os dias 2 e 5 de abril, por causa da Páscoa, será mantida por mais esta semana para que a autarquia e a administração tenham um parâmetro mais concreto sobre o consumo diário na cidade, visando a definição de novas estratégias de combate à crise hídrica.

 

A média durante o feriado de Páscoa foi de 44,3 milhões de litro por dia – o recorde foi registrado na última quinta-feira (2), quando o consumo atingiu 46 milhões de litros. Volumes muito superiores aos 25 milhões de litros por dia, que são a meta definida pela Campanha Água: Use, Não Abuse. Nosso grande desafio, lançada em 11 de março.

 

A redução visa principalmente a recuperação das represas responsáveis pelo abastecimento da cidade, uma vez que, consumindo 25 milhões de litros por dia, o município passaria a usar praticamente apenas a água captada do Rio Mogi Guaçu.

 

“A tendência é que o consumo aumente no feriado. Por isso, vamos fazer o comparativo também durante esta semana para ter dados mais reais sobre o consumo da população, numa situação normal de oferta de água. Reforço, no entanto, o pedido para que as pessoas utilizem a água de forma racional e economizem, pois agora começa o período de estiagem e a situação continua preocupante”, comentou o presidente do Saema, Felipe Dezotti Beloto.

 

Secom/PMA 

06/04/2015

 
Oportunidade

Saema abre concurso público para preenchimento de 47 vagas

Salários vão de R$ 1.081,00 a R$ 2.797,00; edital será publicado neste sábado (4), na imprensa local - inscrições podem ser feitas de 6 de abril a 5 de maio, via internet

                                                                                                                         Ederaldo Poy/Saema

Salários variam de R$ 1.081,00 a R$ 2.797,00

O Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente) de Araras publicará neste sábado (4), na imprensa local, o aviso de abertura de concurso público para o preenchimento de 47 vagas, além de cadastro de reserva, pelo regime estatutário, em 21 cargos diferentes. Os salários variam de R$ 1.081,00 a R$ 2.797,00.

 

As vagas disponíveis são para calceteiro, ajudante geral, encanador, operador de retroescavadeira, pedreiro, pintor, tratorista operador de máquina, ajudante de mecânico industrial, auxiliar administrativo, fiscal leiturista, mecânico de veículo, operador de bombas, operador de ETA, vigia, eletricista industrial, fiscal de redes, mecânico industrial, técnico em edificações, topógrafo, engenheiro mecânico e técnico em tratamento de água.

 

Os níveis de escolaridade exigidos para cada função variam do ensino fundamental incompleto, passando pelo ensino técnico, médio até ao superior, assim como as taxas de inscrição, que mudam conforme o cargo pretendido.

 

As inscrições começam nesta segunda-feira (6) e terminam no dia 5 de maio, exclusivamente pelo site www.globalconcursos.com, da Global Concursos, empresa responsável pela realização do processo seletivo. Nesse mesmo endereço, será possível acessar o edital na íntegra. Ele também será disponibilizado no site da Prefeitura de Araras – www.araras.sp.gov.br - e ainda no portal do saema – www.saema.com.br.

 

A prova objetiva será aplicada no dia 7 de junho, nos períodos manhã e tarde, de acordo com o cargo escolhido.

 

Os candidatos poderão esclarecer quaisquer dúvidas das 9h às 11h30 e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira, pelo telefone (44) 3346-5623 ou pelo e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. .

 

Os candidatos que não possuem acesso à internet poderão efetuar as inscrições na Biblioteca Municipal Martinico Prado, localizada na Praça Dr. Narciso Gomes, s/nº, em dias úteis, das 9h às 12h e das 13h às 17h.

 

Clique aqui e acesse o edital do concurso

Ederaldo Poy/Saema

02/04/2015 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

 

 

 

Notícias

Comunicado: rompimento de adutora pode causar falta d´água na região norte
Leia mais...
 
Pródébito 2: prazo para parcelamento de dívidas termina nesta sexta-feira

 

Leia mais...
 
Dia da Árvore: atividades comemorativas começaram nesta segunda-feira

 

Leia mais...
 
Saema inicia a 5ª Sipat na segunda-feira
Leia mais...
 
Saema discutirá o problema da estiagem em encontro no Centro Cultural
Leia mais...
 
Saema: palestra, saúde e higiene são atividades no início da 5ª Sipat

 

Leia mais...
 
Araras registra 55% menos chuva do que no ano passado
Leia mais...
 
Decreto autoriza multa a munícipe que gastar água
Leia mais...
 
Saema realiza campanha pela saúde do trabalhador
Leia mais...
 
Saema define devolução de taxas pagas em concurso cancelado
Leia mais...
 
Problema no sistema tem dificultado adesão do PróDébito do Saema

 

Leia mais...
 
Concurso público do Saema é cancelado
Leia mais...
 
0800 do Saema funcionará normalmente durante os jogos do Brasil

 

Leia mais...
 
Problemas ambientais transmitidos com bom humor

 

Leia mais...
 
0800 do Saema esta recebendo ligação de celular
Leia mais...
 
Servidores participam do programa “Conscientização Profissional”
Leia mais...
 
Semana do Meio Ambiente: bióloga do DMA faz palestra a alunos do Sesi
Leia mais...
 
13/05/14 - Blitze educativas utilizam humor para falar sobre economia de água

Leia mais...
 
09/05/14 - Comunicado: Saema interditará avenida para realização de obra

Leia mais...
 
07/05/14 - Reservatórios pichados por vândalos recebem pintura

Leia mais...

Pesquisa